O cantinho português

sexta-feira, 27 de março de 2009

Olá a todos!
Afinal, cá estamos nós, porque mais vale tarde que nunca, com o nosso blogue para partilharmos entre todos as questões que acharmos interessantes.
Esse é o nosso desejo e com os votos de que, mesmo que seja quase no fim do ano, possam participar e fazer parte de um projecto comum.
Os melhores cumprimentos,
Departamento de Português de la EOI de Zafra

3 Comentários:

  • Às 30 de março de 2009 às 08:31 , OpenID bemebo disse...

    Muito obrigada, Inma.

     
  • Às 13 de maio de 2009 às 14:47 , Anonymous Anónimo disse...

    olá, eu sou uma aluna de segundo ano do nivel básico de português, hoje soube ou que aconteceu a nossa professora do ano passado e fiquei muito comovida, nem sei sem este é o sitio mais correcto, mas eu só quería dizer....adeus Mar!

     
  • Às 23 de junho de 2009 às 15:46 , Anonymous Gabriel disse...

    O curso acabou e as Férias Grandes estão prestes a começarem.
    Este ano, os alunos de Português tivemos a sorte de gozarmos da aliciante viagem de estudos à cidade de Évora e as interessantes e sugestivas Jornadas da Primavera longínqua da Revolução dos Cravos. Parabéns aos organizadores e força para prepararem os eventos da próxima época que, sem dúvida, conseguirão os bons níveis deste ano.
    Pareceu-me também uma feliz ideia a criação deste blogue, que há tempo que anda calminho a mais, sem se mexer, e que havemos de encher entre todos para lhe darmos vida. Fica cá a minha pequena contribuição.
    Queria, em primeiro lugar, ter umas breves recordações para Mar, que foi a minha professora do terceiro ano. Eu gostava de salientar a sua generosidade com os seus alunos: ela convidou-nos a solicitarmos de borla o instrutivo Dicionário de expressões idiomáticas, editado pelo GIT (Gabinete de Iniciativas Transfronterizas), e que todos os componentes da turma conseguimos e, se o frequentarmos, com certeza que as nossas próximas escritas vão ficar espantosas e brilhantes. Quem puder, que consulte este livro, pois merece a pena.
    E também salientaria a sua discrição. Lembro-me de um dia de aulas no mês de Maio, um dos últimos dias da época, já quase ao fim das aulas. Eram os últimos minutos do período e alguém disse qualquer coisa tocante à preparação do jantar do fim de curso de rigor. Ela, sem dizer nada, discretamente, sem dar nas vistas, saiu da sala de aula e, aos poucos, reparámos na sua ausência. Ela saíra para não nos interromper, para que não nos sentíssemos obrigados a tomarmos qualquer decisão sob a sua presença e que pudéssemos falar à vontade. Mal acabámos a discussão, fomos buscá-la, convidámo-la à refeição e lá esteve connosco partilhando aquele aprazível jantar.
    O meu agradecimento ao que nos ensinaste. Às vezes penso que é pena que estas coisas só se exprimam quando não podem ser percebidas por outrem. É por isso que não queria deixar passar a ocasião de estender também o meu reconhecimento a todos os outros professores da nossa turma de finalistas, e que nos têm acompanhado e ensinado nestes anos: Andrés, Rafael e Manuel, cada um deles, como é óbvio, com o seu próprio estilo pessoal.
    Ano após ano, a dificuldade tem vindo a aumentar e, bom, nesta última época, as dificuldades própias do período juntaram-se com outras que, como se fossem pesados fardos, trazíamos dos anos anteriores.
    É difícil arranjar tudo em tão pouco tempo. Acho que se tem feito um bom trabalho para tentar tapar estes buracos e que, mais cedo ou mais tarde, o esforço realizado notar-se-á nos resultados. Portanto, colegas da turma reprovados, não fiquem de rastos e continuem a trabalhar, porque hão-de aproveitar a oportunidade de Setembro.
    Força e bom Verão !

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial